Categoria: outline

Outline: planejar ou não planejar?


(outline esquemático de J. K. Rowling para o Harry Potter)

Uma das coisas que sempre me bloquearam na hora de escrever era o processo de criação de um história. Eu não conseguia pensar em uma história completa para um livro, com todos os detalhes, personagens e tramas. Então, eu não conseguia começar a escrever. E por isso, também preferia escrever contos.

Quando eu ficava sabendo que certos autores escrevem sem ter nada planejado, eu achava impossível.

Como assim, alguém começa a escrever um livro e nao sabe como a história irá se desenrolar e muito menos como vai acabar?

Lendo sobre o assunto, descobri que existem vários autores que planejam seus livros inteiros. Ou seja, fazem um outline da história e só depois começam a escrever cena a cena, capitulo a capítulo.

E existem aqueles que simplesmente começam com um personagem ou uma situação e vão descobrindo a história conforme vão escrevendo.

É claro que existem também aqueles que usam um meio termo. Aqueles que planejam algumas partes ou começam sabendo apenas aonde querem chegar, mas não os detalhes do trajeto.

Eu sempre consegui escrever contos, porque conseguia ter a história toda na cabeça. Um outline mental. O que eu não conseguia fazer com um livro.

Agora, já escrevi sem outline, descobrindo a historia durante o processo, e também já escrevi um livro onde eu ia planejando conforme ia escrevendo, mas nao sabia qual seria o final, e outro em que eu consegui fazer um outline, mas não completo.

Ainda quero ter a experiência de criar um outline completo, para tirar a prova do que é melhor para mim.

Mas posso dizer que acredito que o tempo que se perde reesecrevendo uma história não planejada é muito maior. Em compensação, com outline se perde mais tempo antes de escrever, mas quando começa já sabe que tera um livro.

O autor Joseph Finder, por exemplo, sempre escreveu com outline, mas no seu último livro, Power Play, ele decidiu experimentar escrever sem e levou 7 meses a mais do que o normal para acabar.

Garth Nix faz um outline que é uma simples dos capítulos que ele tem que escrever. O resto ele guarda na memória.


(outline de capítulos do livro Sabriel, de Garth Nix)

James Patterson gosta de fazer outlines detalhados que chegam a ter mais de 100 páginas.

John Grisham diz que não consegue escrever sem fazer um outline, geralmente de 50 páginas, com um parágrafo ou dois para cada capítulo. E ele gasta mais tempo escrevendo o outline do que o livro em si.

Robert Ludlum também faz outlines de 100 ou 150 páginas.

A escritora J. K. Rowling usou uma tabela para marcar cada ponto importante de cada capítulo de Harry Potter.

Não existe processo melhor ou pior. Cada escritor deve encontrar a forma que prefere trabalhar.