NaNoWriMo – Primeiros Dias, Primeiras Lições

n - Copy

Como eu disse no meu último post, esse ano eu estou participando oficialmente do NaNoWriMo e posso dizer que, até agora, está indo tudo como esperado.

O mais desafiador para mim está sendo escrever todos os dias. Não que seja obrigatório, mas eu coloquei esse como um objetivo pessoal. Geralmente eu tiro alguns dias de folga da escrita, mas para o NaNo estou me forçando a seguir uma rotina.

Essa é a primeira das 4 lições que aprendi nesses primeiros dias.

Lição 1: desenvolver o hábito de escrever

Descobri que, para mim, o mais importante é a frequência.

Descobri que não é tão difícil escrever 4 ou 5 mil palavras em um dia. O difícil mesmo é escrever todo dia, mesmo que seja 1000 palavras.

Lição 2: confie no tempo e no número de palavras

Eu comecei a escrever sem saber quase nada da minha história. Ainda não sabia a trama e nem conhecia os personagens. Simplesmente comecei a escrever. E o mais incrível é que as coisas vão acontecendo. Agora, paro para pensar e lembro que no dia 1º de novembro eu não tinha nada e agora eu tenho uma história. E estou apenas no sexto dia. Muita coisa ainda pode acontecer. E essa é grande vantagem de tudo isso. No final terei algo para trabalhar em cima. Antes eu não tinha absolutamente nada.

Lição 3: não volte no que escreveu antes de acabar

Essa é uma dica muito reforçada no NaNo, mas sempre é bom lembrar durante o processo. Eu escrevo o primeiro draft para descobrir a história e sei que depois vou reescrevê-la. Nesse momento não me interessa se ela tem furos ou se um personagem mudou de profissão no meio do caminho. Se eu ficar voltando sempre para ajustar detalhes vou acabar me perdendo, até mesmo porque até chegar nas últimas palavras, sempre vou ter acrescentado coisas que podem mudar o início.

Lição 4: o NaNo é um estímulo, não o objetivo final

Acho que o mais importante é lembrar sempre que o NaNo é uma forma de fazer você colocar uma ideia no papel.

Toda a questão de número de palavras por dia, número de dias para terminar é uma forma de te motivar, mas acaba te incentivando a querer simplesmente alcançar a meta. Quando nos damos conta, estamos mais preocupados com o número de palavras do que com os personagens ou com a trama.

O NaNo usa uma excelente estratégia de jogo para te impulsionar, mas não se esqueça de que o seu verdadeiro objetivo não é ter 50 mil palavras e sim ter uma história escrita até o fim.

Nos próximos 24 dias muita coisa vai acontecer, na minha história e no processo todo.

O negócio é continuar escrevendo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s